Tempo de adaptação

Início do processo de adaptação das cenas teatrais para um roteiro audiovisual. Foi traçada uma estratégia diferente das seis histórias contadas na temporada no auditório do Instituto Ling, em Porto Alegre, em outubro de 2019, quando da estreia do espetáculo Criaturas da Literatura. A equipe de criação da Cia Lumbra discutiu as possibilidades de incrementar, agregando novas cenas, para resultar em um vídeo adequado à audiência da internet, onde as possibilidades da linguagem do teatro, do teatro de sombras e do audiovisual expandissem a simples gravação do espetáculo de teatro de sombras em sala fechada com uma ou mais câmeras em uma edição das cenas, mas que a produção desse filme construíssem uma nova narrativa, híbrida, singular, levando em conta a dramaturgia, a obra teatral e as respectivas cenas existentes para a ocasião de sua estreia em 2019, mas que incorporasse as necessidades dos novos tempos de consumo via internet em meio a pandemia de Covid 19. Esse entendimento exigiu um alargamento da nossa compreensão sobre as linguagens, buscando atender o público da internet que exige outra relação com o vídeo, com o tempo das cenas e principalmente com o conteúdo que se pode alcançar numa experiência de teatro digital. Essas perspectivas abriram condições de criar um outro tipo de diálogo que converge para as buscas do coletivo criativo e produtivo da Cia Teatro Lumbra, desafiando a elaboração de novas cenas, incluindo gravações ao ar livre, atuações em cenários inóspitos e utilizando recursos não só do cinema e do vídeo, mas da animação de objetos, sombras e códigos simbólicos.

Todo o mês de março foi usado para reescrever os seis roteiros teatrais. Foram utilizados os padrões de cinema e vídeo, porém adaptados ao tamanho da equipe e aos recursos existentes, respeitando os protocolos da Covid 19, que exigiram distanciamento social, trabalhos em dupla, uso de EPIs e inúmeras reuniões por meios digitais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.