Gravações – 3º dia

Pela manhã, logo cedo e antes da chuva começar, produzimos o set de gravação para as cenas externas de Alice no País das Maravilhas.  O desafio era encontrar um lugar na natureza que trouxesse encanto, mas principalmente a dinâmica e um certo grau de surrealismo para iniciar a história da menina que persegue um coelho branco. Utilizamos a ideia de câmera alta para uma abertura de plano, revelando a paisagem do sítio Vale Arvoredo. A sombrista Têmis interpretou a Alice, que é surpreendida pelo coelho atrasado durante a leitura da menina sobre um tapete, ao ar livre, conduzindo ela até uma árvore oca, onde ambientou a toca do coelho e a entrada para o País das Maravilhas. Essas cenas se valeram de objetos e recursos cênicos simples, mas com efeitos simbólicos muito interessantes sob a estética e a linguagem do vídeo. Meias listradas, folhas secas, um relógio de bolso antigo, escadarias e pontos de vista da câmera. As gravações das cenas de Alice em externas e no estúdio se intercalaram com as externas de Pinóquio, para que fosse possível gerenciar o tempo da melhor forma possível, aguardando os horários ideais para cada cena, utilizando o melhor da luz do final de tarde com projeções de efeitos luminosos, como um coelho de luz que corre pelas escadarias do Vale Arvoredo durante a penumbra do entardecer ou o contraluz do ateliê do Gepeto. As cenas externas desta tarde terminam com a entrada da Alice pelo buraco do oco da árvore.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.